sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Língua Afiada: mas ou mais?



A justificativa não é a pressa. Acho que quando alguém escreve mais no lugar de mas e vice-versa comete uma gafe mesmo e na maioria das vezes por desconhecimento ou por convenção, pois  vê tantos escrevem errado e passam a achar que está correto.


Eles estudaram para o concurso, mas não foram aprovados
ou
Eles estudaram para o concurso, mais não foram aprovados?

As meninas eram as mais estudiosas da turma
ou
As meninas eram as mas estudiosas da turma?

É possível notar a diferença, não é? Veja as respostas corretas:

Eles estudaram para o concurso, mas não foram aprovados.
e
As meninas eram as mais estudiosas da turma.

Mas e mais
A palavra “mas” atua como uma conjunção coordenada adversativa, devendo ser utilizada em situações que indicam oposição, sentido contrário. Veja:

Esforcei-me bastante, mas não obtive o resultado necessário.


Já o vocábulo “mais” se classifica como pronome indefinido ou advérbio de intensidade, opondo-se, geralmente, a “menos”. Observe:

Ele escolheu a camiseta mais cara da loja.



Língua Afiada: Asterístico ou asterisco???






Você já ouviu alguém dizer: asterístico? Logo me vem à cabeça o imexível de certo político que ficou famoso por inventar o termo. Aquela pequena estrelinha que colocamos no texto, ao lado de alguma palavra, para explicá-la ou comentar logo depois (*) se chama asterisco. Esqueça "asterístico". Isso não existe. A palavra vem do grego e significa exatamente "pequeno astro" ou "estrelinha". Devemos utilizar o substantivo comum masculino asterisco sempre que quisermos referir o sinal gráfico em forma de estrela *.


A gosto do cliente ou à gosto do cliente?
Acertou aquele que escolheu "A gosto". É assim mesmo, sem a crase. A explicação é óbvia : gosto é palavra masculina. A crase é machista, só aparece antes de palavras femininas. Lembre-se de que Crase é um fenômeno: a fusão de duas vogais iguais - a preposição + a artigo. No caso de "a gosto", não há o artigo feminino .


A partir de ou À partir de
A forma correta é "a partir de" (sem crase). O motivo é bem simples: não usamos crase diante de verbos.
Portanto, não se esqueça: "a reunião começa a partir das oito horas", "vamos começar as vendas a partir da próxima semana", etc...


À prazo" (com crase) ou "a prazo" (sem crase)?
"Prazo" é uma palavra masculina e a crase deve ser usada antes de palavras femininas (pois a crase é a união da preposição "a" com o artigo feminino "a", que só pode ser usado diante de palavras femininas). Portanto, o correto é escrever "a prazo" (sem crase).


À vista" (com crase), "a vista" (sem crase) ou "avista" (junto)?
À vista (com crase): significa algo que é pago por inteiro momento da compra (vou comprar à vista) ou então significa algo que está a uma distância suficiente para ser visto (terra à vista).
A vista (sem crase): se refere ao substantivo feminino "vista" (associada à visão, aos olhos). Exemplo: "eu estou com a vista cansada porque eu li muito".
Avista (junto): se refere ao verbo "avistar": eu avisto, tu avistas, ela avista (conjugação da terceira pessoa).

A todos ou à todos?
A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

Shopping Uberaba promove bailinho


                                                                              Animê Blog


Neste carnaval, o Shopping Uberaba programa folia de muito bom gosto para os clientes da cidade e região, que vão amar ter uma opção bacana para curtir o carnaval com seus filhos. As lojas estarão fechadas na segunda e na terça, retornando na Quarta-feira de Cinzas, dia 10, ao meio-dia, mas o setor de gastronomia e lazer terá expediente normal e com atrações especiais fazendo do Shopping Uberaba a melhor escolha neste carnaval. 
A Praça de Alimentação estará aberta todos os dias com expediente das 11h às 23h. No dia 6, sábado, haverá pintura facial, das 11h às 17h, para crianças de todas as idades. Consta ainda da programação, Trio elétrico com DJ em dois horários: das 12h às 13h e das 13h30 às 14h30 para crianças de até 10 anos e acompanhantes responsáveis.
Os interessados devem buscar uma ficha de inscrição gratuita no SAC ou lojas do segmento infantil e entregar no SAC, localizado na Administração do Shopping Uberaba até o dia 4 de fevereiro. Paralelamente, haverá Bailinho de carnaval na Praça de Alimentação, no dia 6, das 19h às 20h30, com Leslye de Paula e banda. No domingo, dia 7, o bailinho será na Praça de Alimentação, das 12h às 13h30 e das 19h às 20h30. Na segunda-feira, dia 8, Leslye e banda se apresentarão das 12h às 13h30. Na terça-feira, dia 9, das 12h30 às 14h30, a música na Praça de Alimentação será com o Projeto ao Cubo. 



Funcionamento do Shopping Uberaba no Carnaval



Data                 Lojas             Gastronomia      Lazer


6.2 (sábado)    10h às 22h     11h às 23h          10h às 22h 


7.2 (domingo) 14h às 20h     11h às 23h          10h às 22h 


8.2 (segunda) FECHADO    11h às 23h          10h às 22h 


9.2 (terça)     FECHADO     11h às 23h          10h às 22h 

10.2 (quarta) 12h às 22h       12h às 23h          12h às 22h

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Aqueles Dois em Uberaba no Teatro Sesi

                                                                         Foto Lu Barcelos


Baseado em conto do escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, o espetáculo "Aqueles Dois", será apresentado pela Cia Luna Lunera, de Belo Horizonte, neste fim de semana, sábado, às 20h,  e domingo, às 19h, no Teatro Sesi Uberaba. 
O espetáculo já completou sete anos de existência e sucesso, viajou por 25 capitais brasileiras completando mais de 350 apresentações será encenado no Teatro SESI Uberaba, nos dias 30 e 31 de janeiro, sábado e domingo, respectivamente, às 20h e às 19h.
Da rotina de uma “repartição” – metáfora para qualquer ambiente inóspito e burocrático de trabalho, revela-se o desenvolvimento de laços de cumplicidade entre dois de seus novos funcionários, Raul e Saul. É que “num deserto de almas também desertas, uma alma especial reconhece de imediato a outra”. No entanto, essa relação acaba gerando incômodo nos demais colegas de profissão. 
A apresentação faz parte da 6ª Expedição Lunar, espetáculos e oficinas, projeto que circulará por oito cidades mineiras. Aqueles Dois foi criado a partir do conto homônimo do escritor gaúcho Caio Fernando Abreu (1948-1996). O coletivo de criadores propôs, sobrepôs e experimentou seus próprios roteiros. E não houve a escolha de um único diretor. O processo transformou-se num exercício de direção e dramaturgia compartilhadas”, explica o codiretor Zé Walter Albinati.
Na programação, há, também, duas oficinas gratuitas: Ator-criador nos dois dias, das 9h às 13h, e no mesmo local, será ofertada a oficina de Produção Cultural, no sábado, das 14h às 18h. 


Espetáculo “Aqueles dois”
Dias: 30 e 31 de janeiro de 2016
Horário: sábado às 20h e domingo às 19h
Local: Teatro SESI Uberaba
Endereço: Praça Frei Eugênio, 231, B. São Benedito, Uberaba-MG
Telefone: (34) 3322-2021
Ingressos: R$ 10 inteira e R$ 5 meia-entrada (Integrantes da força de trabalho e clientes do Cartão Petrobras pagam meia-entrada na compra de até 2 ingressos)
Venda 1h antes do espetáculo.


Oficinas:
Oficina: Ator Criador
Dias: 30 e 31 de janeiro de 2016
Horário: das 9h às 13h
Local: Teatro SESI Uberaba
Endereço: Praça Frei Eugênio, 231, B. São Benedito, Uberaba-MG
Número de vagas: 20
Inscrições: gratuitas no site cialunalunera.com.br
Informações: comunicacao@cialunalunera.com.br


Oficina: Produção Cultural
Dia: 30 de janeiro de 2016
Horário: das 14h às 18h
Local: Teatro SESI Uberaba
Endereço: Praça Frei Eugênio, 231, B. São Benedito, Uberaba-MG
Número de vagas: 20
Inscrições: gratuitas no site cialunalunera.com.br
Informações: comunicacao@cialunalunera.com.br