quinta-feira, 12 de julho de 2018

Projeto Arte na Chita extrapola objetivo


                  Evacira conduz o projeto que além de despertar dom espanta a depressão e outras doenças


Bordar é mais do que uma arte! Nos aproxima de pessoas criativas, sensíveis e, geralmente, com aflorado bom humor. Sem falar nas gargalhadas, risos contidos mas visíveis, ou momentos de introspecção, sempre com um ar de sorriso nos lábios. E quando juntamos tudo isso a um lugar paradisíaco e cheio de história fica melhor ainda. Estou falando do projeto Arte na Chita - Bordado Terapêutico, elaborado e conduzido pela jornalista Evacira Coraspe. Ela apresentou a proposta ao presidente da Fundação Cultural de Uberaba, Antônio Carlos Marques, que não só a aprovou como abraçou a ideia.

As oficinas gratuitas são ministradas no Museu de Arte Decorativa (Mada), dirigido pelo artista plástico Paulo Miranda. 
As participantes levam apenas o kit básico de chita, agulha e linha.
A proposta do projeto é ser itinerante. Significa dizer que Arte na Chita passeará  pelos mais belos e importantes espaços culturais de Uberaba, o que é ainda mais  instigante.






Evacira encerra as oficinas com a
 primeira turma prevista para dez mulheres,
 com mais de  20 donas de mãos
 habilidosas,  A procura é tão grande
 que há inscrição na lista de espera até
 o ano que vem. Sensacional!!!!




Falando em habilidade, se achamos que não temos, estamos enganadas, porque Evacira descobriu que tinha ao fazer o curso um tempo atrás.





Podemos, todas, bordar e, ao mesmo tempo, espantar a depressão, a síndrome do nuinho vazio e tantas outras sensações que quando a gente está envolvida com arte, nem nos lembramos. Chamamos de Arteterapia. É fantástico! 

Basta observar as imagens que ilustram esta postagem. Todas buscadas entre as que estão postadas por Evacira, a quem chamo de EvaLinda, porque assim a vejo e assim quero vê-la sempre e, agora muitíssimo bem acompanhada por atentas aprendizes de bordadeiras. 















terça-feira, 10 de julho de 2018

Oasis – Casa de Apoio participa do McDia Feliz 2018



Mobilização na cidade de Uberaba, que cuida também de crianças vindas de
Araxá, Frutal, Ibiá, Jataí, Patos de Minas, Veríssimo, São Gotardo, além
de outras, já começou! Lançamento local será nesta quinta-feira





Há 29 anos, o último sábado do mês de agosto é dia de transformar Big Mac em sorrisos. Mas o McDia Feliz, uma das maiores campanhas em prol de crianças e adolescentes no país já começou. A Oasis – Casa de Apoio é participante do McDia Feliz e já está trabalhando para fazer da arrecadação do McDia Feliz 2018, que acontecerá no dia 25 de agosto, mais um recorde. Para dar a largada a essa grande corrente de solidariedade, a instituição Oasis realizará nesta quinta-feira, dia 12 de julho, às 15h, em sua sede, o lançamento local da campanha.
O evento contará com apresentação do projeto aprovado, resultados do projeto anterior e depoimentos. Em seguida, de acordo com a presidente da Oasis, voluntária Vera Lúcia Oliveira Santos, “comentaremos sobre as realizações dos 30 anos do McDia Feliz e 19 anos de participação da Oasis e sobre as novidades do ano”. 
Logo após, serão apresentados os materiais/2018 juntamente com o Plano de Ação, as necessidades da campanha e da continuidade do Projeto Voluntários para o McDia Feliz e os eventos de apoio. Programa incluirá também uma apresentação musical dos pacientes da Classe Hospitalar em agradecimento, seguida de um tour pela Casa de Apoio, fotos dos participantes e assinatura no livro “Conte Comigo” e um lanche de encerramento.

Ao todo, 73 projetos de 60 instituições serão beneficiados com a arrecadação da campanha em todo o país. A Oasis será beneficiada com a venda de tíquetes antecipados, produtos promocionais com a marca McDia Feliz e sanduíches Big Mac nos restaurantes McDonald’s do Shopping Uberaba, do Praça Shopping e do Restaurante em frente à Rotatória da Medalha Milagrosa.
Os projetos da Oasis beneficiados com a arrecadação serão: a continuidade do Projeto Vivendo e Aprendendo – para manutenção das atividades de apoio psicossocial ao paciente e sua família, juntamente com orientações importantes, fortalecimento físico, lazer, reforço escolar, transporte e
convivência com outros pacientes. O segundo, o Projeto Casa Amiga, irá realizar reparos, adequações de acessibilidade e reforço da rede de segurança, para proteção de todos que frequentam a Casa de Apoio. 

Eventos de apoio
Acontecerá ainda, no dia 25 de agosto, às 17h, saindo do restaurante da Medalha Milagrosa, os eventos da 7ª Corrida Rústica, Passeio Ciclístico e Caminhada contra o Câncer Infantojuvenil realizado anualmente pela Oasis, para os quais é convidada toda população de Uberaba e região. Haverá a venda dos kits contendo tíquetes e camiseta, (além de outros itens, no caso da Corrida) para a participação. A Oasis conta com o apoio da Funel e
da Acru. As inscrições para estes eventos poderão ser feitas através da Oasis – Rua Miguel Abdanur 35, esquina com avenida Nelson Freire e, também do site da Sportbro (www.sportbro.com.br).


Como adquirir os tíquetes antecipados
A Oasis já está com os tíquetes antecipados disponíveis para a venda. Comercializados ao valor de R$ 16,50 cada um, o tíquete poderá ser trocado pelo sanduíche Big Mac na data do McDia Feliz, sábado, dia 25 de agosto. 
Os moradores de Uberaba e região, interessados na compra de tíquetes antecipados, em apoio à Oasis, podem entrar em contato direto com Leandra ou Poliana através dos telefones (34) 3312-0058 e 3313-8073, ou pessoalmente na Oasis - Rua Miguel Abdanur 35, esquina com a avenida Nelson
Freire (Leblon). A partir de 10 de agosto, a Oasis pretende estar vendendo também, no Shopping Uberaba e no Praça Shopping
“A venda dos tíquetes antecipados representa uma importante parcela na arrecadação total da campanha McDia Feliz, composta ainda pela venda de sanduíches Big Mac no próprio dia, isoladamente ou na promoção (exceto alguns impostos), além de produtos promocionais com a marca McDia Feliz vendidos pelas instituições participantes”, informa Vera Santos.


Impacto social ampliado
Neste ano, o McDia Feliz, que chega a sua 30ª edição, amplia seu impacto social e beneficia duas causas de grande importância no Brasil: saúde e educação. Sendo assim, além do combate ao câncer infanto-juvenil, que hoje é a maior causa de morte de crianças e adolescentes, através das instituições apoiadas pelo Instituto Ronald McDonald, a campanha também destinará recursos para o Instituto Ayrton Senna, organização não governamental que, há mais de 20 anos, trabalha para desenvolver o
potencial das novas gerações por meio da educação integral, ampliando suas oportunidades de vida e tornando-as agentes de transformação.  


Sobre o McDia Feliz
O McDia Feliz, atualmente, é uma das a maiores mobilizações pelas crianças e adolescentes no Brasil. Há 19 anos, o Instituto beneficia instituições ligadas a oncologia pediátrica através de campanhas como o McDia Feliz. A campanha é um sucesso graças à participação de instituições, funcionários, franqueados e fornecedores, além da mobilização de milhares de voluntários que incentivam a sociedade a abraçar a causa. O McDia Feliz, esse ano, amplia seu impacto social e beneficia duas causas de grande importância no Brasil: saúde e educação. Este ano, o McDia Feliz acontece no dia 25 de agosto e todos os recursos arrecadados com a venda do Big Mac serão revertidos para as instituições participantes em todo o Brasil.
Desde 1988, mais de R$ 260 milhões foram destinados por meio da campanha e destinados para instituições de apoio que lutam pela cura do câncer infantojuvenil. Mais informações em www.mcdiafeliz.org.br.


Sobre o Instituto Ronald McDonald
O Instituto Ronald McDonald é uma organização sem fins lucrativos em atuação há 19 anos, cuja missão é promover a saúde e a qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer. Para aproximar as famílias da cura da doença, o Instituto desenvolve e coordena os programas: Diagnóstico Precoce, Atenção Integral, Espaço da Família Ronald McDonald e Casa Ronald McDonald - que possibilitam o diagnóstico precoce, encaminhamento adequado e atendimento integral e de qualidade para os jovens pacientes e seus familiares. Durante esse tempo de atuação, os dados do câncer mostram um cenário mais animador. Há 30 anos, as chances de cura eram de 15%. Hoje, podem chegar a 80% se a doença for diagnosticada precocemente e tratada de maneira adequada em centros de referência. 
Desde 1999, mais de R$ 330 milhões foram arrecadados por meio de campanhas e eventos como o McDia Feliz, os Cofrinhos, o Invitational Golf Cup e o Jantar de Gala, destinados para 116 instituições em todo o Brasil, entre hospitais e instituições de apoio que lutam pela cura do câncer
infantojuvenil. Cerca de 3 milhões de crianças, adolescentes e seus familiares já foram beneficiados nestes 19 anos de trabalho do Instituto Ronald McDonald. Saiba mais sobre as fontes de arrecadação, os programas e as instituições beneficiadas em www.institutoronald.org.br.


.......
Lúcio Castellano – MG 04052 JP
Voluntário Oasis

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Renato Muniz lança livro na Fliaraxá 2018




O lançamento do livro do escritor Renato Muniz Barretto de Carvalho, "Quando a saudade é o tempero", será durante a Fliaraxá, no dia 30 deste mês, no Grande Hotel de Araxá. No mesmo evento, ele participa de uma mesa-redonda com temática relacionada à literatura e meio ambiente: “Livros de Meio Ambiente – Releitura para um novo mundo”, no Salão Ouro Preto do Grande Hotel, às 17h30, com a participação do poeta e professor universitário Eduardo Veras e mediação do jornalista e escritor Luiz Humberto França. Posteriormente, Renato Muniz promoverá outros eventos de divulgação do livro, em Uberaba e em outras cidades. O livro foi publicado pela Editora Bertolucci, de Sacramento (MG), com projeto gráfico do Alessandro Abdala.

“Quando a saudade é o tempero” é um livro de memórias de infância, dos anos 1960 e 1970, memórias ligadas aos sabores da roça, à culinária do interior, dos chapadões, dos vastos campos e furnas do Triângulo Mineiro. Neste livro, o autor reuniu suas crônicas publicadas na imprensa da região, algumas inéditas, e construiu um livro singelo, gostoso de ler. 

Não é um livro de receitas, mas algumas delas aparecem no livro como se fossem personagens, junto a meninos que nadavam em rios, em cachoeiras, meninos que passavam as tardes em deliciosos pomares, que se esbaldavam nas férias no meio rural. São recordações de infância de quem passou noites à luz de velas e de lampiões nas casas antigas de velhas fazendas mineiras, aquelas que tinham porões misteriosos, varandas amplas e muitos causos pra contar.  "O que fiz foi reunir minhas memórias dos doces, dos salgados, dos quitutes, dos bules de café quente que amanhecem nos fogões a lenha, das chuvas e das tardes avermelhadas, juntei outras crônicas inéditas e o resultado é o livro". revela.

As crônicas mostram outros personagens, como vaqueiros atentos à natureza, cozinheiras de mão cheia, tias doceiras, quituteiras de um tempo que não volta mais, cavalos mansos e cúmplices dos meninos, e passarinhos que alegravam as manhãs frias e as tardes poeirentas do Cerrado.

As 42 crônicas saudosas, mas sem conservadorismo, falam de doces, de salgados, de pratos típicos, de modos de preparo de alimentos, de práticas que não devem ser esquecidas.

O livro pode ser lido por alunos a partir dos 10, 12 anos de idade e trabalhado nas escolas de ensino fundamental e médio. As crônicas contam situações bem humoradas, falam de apertos, de aventuras e de pescarias, mas também de saudades, de meio ambiente e de história. Os pratos, de simples preparo, são um estímulo a mais, um complemento para despertar o gosto pelas comidas regionais, descobrir sabores tradicionais e abrir o apetite para uma alimentação mais saudável. 



Livro “Quando a saudade é o tempero”
Autor: Renato Muniz
Editora Bertolucci, 2018. 152 pág.
Gênero: crônicas
Lançamento durante a Fliaraxá
Dia 30 de junho de 2018
Grande Hotel de Araxá 

sábado, 23 de junho de 2018

Paleoartista recebe convidados em exposição






O paleoartista uberabense Rodolfo Nogueira receberá convidados na exposição "Yes, Nós Temos Dinossauros", neste domingo, 24, a partir das 14h, no mall do Shopping Uberaba. Ele estará à disposição do público para fotos, selfies e para bate-papo sobre os dinossauros brasileiros e também sobre o filme Jurassic World 2, em cartaz no Cinemais. 

Rodolfo diz que o filme corrige coisas criticadas do primeiro mostrando mais dinos e deu os passos seguintes que ele esperava.  Acrescenta que é um filme que gera muita expectativa por ter criado uma mudança de paradigma no passado. "Derreteu meu cérebro", brinca. 
Os dinossauros surgiram no Brasil e deixaram suas marcas por todo o país principalmente em Uberaba. 

Comenta que Uberaba está em processo para receber um Selo do Unesco que reconhece a cidade como um Geopark Uberaba - Terra de Gigantes. E não é para menos, porque em qualquer lugar que foram feitas escavações há possibilidade de encontrar fósseis. Observa que a Paleoarte é a arte de representar animais extintos de forma didática e informativa. "Sem a Paleoarte não é possível enxergar como foi um animal extinto." Como artista que representa esses animais e ainda por ser uberabense, Rodolfo diz ser uma grande honra expor o seu trabalho para os seus conterrâneos  "É uma verdadeira homenagem, um reconhecimento do meu povo", diz. 



O filme Parque dos Dinossauros está entre os itens que mais inspiraram Rodolfo a se tornar um paleoartista e comenta que expor suas obras junto com o lançamento do mais novo filme da franquia é um privilégio, uma incrível realização para a sua criança. Paralelamente, ele autografará e comercializará os últimos exemplares do livro "O Brasil dos Dinossauros", que fez com o professor Luiz Eduardo Anelli (Editora Marte). 

domingo, 17 de junho de 2018

Shopping Uberaba recebe Tito Rios






O músico, poeta, intérprete e compositor mineiro, Tito Rios, é a atração do Shopping Uberaba neste domingo, 17, a partir de meio-dia, na Praça de Alimentação. Ele abre o projeto Uberaba Cultural, realizado pelo Shopping com produção da empresa TamanduArte.
Nascido em Araguari, ouviu desde cedo o melhor da música brasileira, sendo ela caipira, bossa, samba ou rock. Seu Primeiro contato com instrumentos musicais foi aos 9 anos. Influenciado por artistas como Milton Nascimento, Tonico e Tinoco, Pena Branca e Xavantinho,Jair Rodrigues, Elis Regina, Chico Buarque, Vinicius de Morais entre outros ícones da Boa Música Popular Brasileira, e também por estilos como Jazz, Fox Trote, Folk e Rock, desenvolveu um estilo próprio, colando sua marca em cada canção que interpreta. 
Multi-instrumentista bastante requisitado pelos bares da vida, Tito começou a compor seu próprio material em 2004, trazendo em cada canção os traços de uma personalidade forte e fértil, melodias, harmonias e letras marcantes, deixando sempre em evidência valores poéticos e musicais.
Em 2008 lançou o disco (Ep) Diálogo, com musicas e letras próprias, e arranjos de Lucas Roza. Em meados de 2015 lança seu segundo trabalho, o Ep "Tito Rios" com influências da música pop e ritmos do congado de Minas Gerais com uma pitada de Lisérgica, com parcerias com André Salomão e Lucas Veiga.
Em 2016, Lança o EP "Entre Asas", uma viagem progressiva por ritmos e sensações. Em 2017 lança o single VELHONOVO em parceira com Andre Salomão. Toda a obra está disponível nas plataformas digitais.






17/6 Domingo - 12h
Tito Rios (Samba / Bossa Nova / MPB)
Projeto Uberaba Cultural 
Produção: TamanduArte
Praça de Alimentação Shopping Uberaba  

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Inventaria recebe espetáculo Manuel Bandeira



Miguel Jacob Neto é um ator visceral e José Maria Madureira idem. Dois artistas de primeira grandeza, reconhecidos e aplaudidos pelo público uberabense se unem para encenar o espetáculo teatral Manuel Bandeira. 



Será nesta sexta--feira, 8 de junho de 2018, às 20h, no palco da Inventaria (rua Alzira Jacob Hercos, 745, Conjunto Frei Eugênio), com direção, figurinos e sonoplastia assinados pelo Grupo Zé Migué. 


O ingresso custa apenas R$ 26 e depois do espetáculo ainda haverá prosa poética com os atores. As vagas são limitadas, por isso, reserve o seu lugar enviando mensagem para o WhatsApp da promotora cultural Thais Helena Syllos Cólus (34) 9 9978-5724. 



                                                                                    Sobre a Inventaria

Criar e experimentar com a alma. A Inventaria é um vento que sopra, inspira e transforma. A Inventaria é a reunião de duas pessoas que acreditam em pessoas e que, inquietas e curiosas, consomem o cotidiano com ideias e sonhos que inspiram novas formas de olhar o mundo. O propósito está intimamente ligado à transformação. É um espaço que traduz um pouco do que são e do que querem para as pessoas: aconchego e bem-querer. No Espaço Inventaria é possível experimentar vivências e encontros que valorizam a singularidade de cada indivíduo. Você é bem-vindo! Quer saber mais? Clique https://www.inventariadeideias.com.br/inventaria.


terça-feira, 5 de junho de 2018

Companhia Nathalia Luz é Uberaba em Joinville



A Companhia de Dança Nathália Luz, com a coreografia "Maestrina", de Clayton Fernandes, com o talento da bailarina Luiza Miquelino, representará Uberaba na competição do Festival de Dança de Joinville 2018, de 19 a 29 de julho. Outras duas crianças da escola dançarão no festival: Alice Luz e Ana Luisa Borges, ambas de 10 anos, que estarão no palco aberto com a coreografia "Passarinho", também já premiada com primeiros lugares em outros festivais.
A diretora da Cia, Nathalia Luz, destaca a importância de levar o nome da cidade, ainda mais com crianças muito talentosas. "Isso nos torna responsáveis por incentivar mais crianças e jovens a entrarem no mundo da arte", comenta. As bailarinas fazem aula todos os dias de ballet clássico no método russo (Vaganova), jazz e contemporâneo.
Em 2017, a Companhia foi selecionada para competir em Joinville, em um dos maiores festivais do mundo  com a coreografia "Jardim sem flores". Um trabalho do professor de contemporâneo e coreógrafo Clayton Fernandes,  dançada pela bailarina Luiza Miquelino, de 12 anos. Ganhou o primeiro lugar e garantiu vaga para a escola para competir em 2018 novamente. Além desse prêmio, a escola foi contemplada  no Prêmio de Dança de Uberlândia em 2017 com mais dois primeiros lugares e uma bolsa de estudo no Circuito Broadway da Fernanda Chamma para Luiza.








Agora em 2018, dois trabalhos foram selecionados para o palco aberto de Joinville, que é uma mostra de coreografias para engrandecer o festival. O palco aberto também é muito seletivo. Outras escolas da cidade foram selecionadas para o palco aberto, mas a Companhia de Dança Nathália Luz é única escola a representar Uberaba  na competição.



segunda-feira, 4 de junho de 2018

francisco, el hombre se apresenta em Uberaba


Foto: Rodrigo Gianesi



Em março, a banda francisco, el hombre foi escalada para tocar em dois importantes festivais: Vive Latino, no México; e Lollapalooza Brasil, em São Paulo. Esta é a mais perfeita tradução da banda formada pelos irmãos mexicanos Sebastián e Mateo Piracés-Ugarte e pelos brasileiros Juliana Strassacapa, Andrei Kozyreff e Rafael Gomes. Agora o grupo desembarca em Uberaba onde se apresenta no Laboratório 96 no dia 8 de junho (sexta).

Um acontecimento tomado por explosões rítmicas, o show da francisco, el hombre explora o repertório do disco SOLTASBRUXA (2016); percorre por músicas como “calor da rua”, “bolsonada” e “triste, louca ou má”. Esta última, inclusive, virou um hino feminista e tem um clipe (gravado em Cuba) que já contabiliza mais de 4,6 milhões de views no canal da banda no YouTube (assista aqui) e é parte da trilha sonora da novela “O Outro Lado do Paraíso” exibida na Globo. “tá com dólar, tá com deus” também faz parte do repertório e acabou de ganhar um clipe irônico e divertido (assista aqui).

Com letras em português e em espanhol, a francisco, el hombre se tornou uma peça fundamental na conexão latino-americana. Em suas apresentações, coloca o público de língua portuguesa para cantar em espanhol e as pessoas de idioma latino para entoar as canções em português. Para eles, não há fronteira que não possa ser cruzada.

Serviço:
francisco, el hombre @  Uberaba
Data:  8 de junho, sexta
Local: Laboratório 96
Endereço: Praça Comendador Quintino, 144 - Estados Unidos, Uberaba - MG, 38015-410
Horário: a partir das 21 horas
Loja Invisível (Uberaba - MG)
Loja Meraki - Armazém a granel (Uberaba - MG)
Ingressos limitados





Ouça SOLTASBRUXA:

francisco, el hombre na web


Assessoria de Imprensa

Trovoa Comunicação

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Dandô mescla música e poesia nesta sexta


Show de Paulo Nunes e Victor Mendes é a atração nesta sexta-feira (25), do Projeto Dandô - Circuito de Música Dércio Marques. O espetáculo será às 20h no Memorial Chico Xavier (avenida João XXIII, 2.011 – Parque das Américas), com entrada franca e apoio da Casa do Folclore. Em Uberaba, a anfitriã é Carolina Emília
Victor destaca que Paulo Nunes e ele farão show além de em Uberaba, em mais duas cidades através do Circuito Dandô. "Vamos tocar nossas canções feitas em parceria num novo formato, com música e poesia. Muito feliz de tocar nessa região com muitos amigos", frisa. A dupla se apresentará sempre às 20h, no dia 26, em Uberlândia, no Teatro de bolso do Mercado Municipal, e no dia 27, em Araguari, na Casa de Cultura.

Paulo Nunes é poeta e letrista. O mais recente trabalho da dupla com Victor Mendes, o disco “Nossa Ciranda” conta com 13 canções, quase todas feitas em parceria. Sendo Paulo de Patos de Minas-MG, e Victor de São José dos Campos-SP. Os dois se encontraram na capital paulista, resolvendo suas tantas diferenças, como essa de origem e a de geração - Paulo tem 23 anos a mais que Victor - criando uma identidade artística própria, ainda em formação.
Victor Mendes é músico e compositor. Trabalha com Paulo Nunes há dez anos. Já desenvolveram diversos trabalhos juntos como compositores e em apresentações que unem música e poesia através da leitura e da recitação. 















O principal objetivo do Dandô é promover uma grande circulação de música por todo o país, com artistas de regiões diversas criando um intercâmbio e gerando novas plateias. Cada artista que integra o projeto sai de sua cidade natal para se apresentar nos pontos que fazem parte do circuito gerando um grande e rico intercâmbio cultural.