sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Língua Afiada: até "às" 15h ou até "as" 15h?






A nossa brava língua portuguesa não é fácil e para jornalistas, repórteres, apresentadores, publicitários e outros profissionais da área da comunicação, principalmente, estar atento é imprescindível, pois o que fazemos é registrado e na maioria das vezes multiplicado. Se estiver certo, ótimo, mas se estiver errado é uma lástima.
O papel do revisor é importante, mas nem todos os redatores comparam o texto anterior com o revisado e, assim,  o erro continua. E se o revisor por acaso falhar, quem assina a matéria é o responsável.
Para alguns profissionais, o acento caiu de todas as palavras e o que é substantivo vira verbo num piscar de olhos: polícia  sem acento vira policia; influência vira influencia. Um erro desses compromete todo o texto.
Bom, mas na postagem de hoje quero focar  a questão ou "cuestão", como muitos dizem, e aí já surge uma confusão. A pronúncia "cuestão" está errada. O correto é questão sem forçar a letra u. Simples assim, como liquidificador, liquidação... Se o ditongo "ue" estivesse acompanhado do extinto trema, justificaria a pronúncia!
Voltando ao que quero destacar, hoje: as horas. A intenção é trazer dicas para quem não quer correr o risco de errar e não para criticar quem porventura escreva da forma incorreta. Ninguém sabe tudo!!! Então, vamos a elas:

Na maioria das vezes, há crase no "a" que precede horas: As lojas abrem às 10h.
Esqueça os dois pontos e o 00. Escreva 10h e pronto!
Mas a crase no "a"  não é uma regra, ou seja, em alguns casos ao empregá-la o redator erra.
Por exemplo, quando usamos as preposições "até", "após", "desde", "entre" e "para".
Nestes casos esqueça a crase no "a":
A interrupção da via será feita até as 15h;
As lojas serão fechadas após as 19h;
A venda de ingressos está aberta desde as 10h de terça-feira;
O banho de mar está proibido entre as 5h e as 10h;
A aula estava marcada para as 8h.

Regra prática – Substitua a hora por "meio-dia": se der "ao meio-dia", há crase; se não der, esqueça a crase. 

Observe: A aula começa às 9h30, com crase, porque A aula começa ao meio-dia.

Mas: O cãozinho foi encontrado pelo dono após as 15h, sem crase, porque O cãozinho foi encontrado após o meio-dia de ontem.

Até a próxima!




6 comentários:

  1. Gostei muito! Obrigada. Refrescante !

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da explicação. Ainda vale essa regra em 2016?

    ResponderExcluir
  3. De longe, foi a página mais esclarecedora que encontrei sobre o assunto. Parabéns, Rose! O Macete do "ao meio-dia" é ótimo, já que marca bem a necessidade ou não da preposição "a" após o "até", que também é uma preposição.

    ResponderExcluir