terça-feira, 1 de outubro de 2013

Premiado Fábio Baroli expõe em Uberaba







A exposição Vendeta: a intifada, que ganhou o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2012/2013, e já passou por São Paulo e Recife,  chega a Uberaba. O artista uberabense Fábio Baroli apresenta uma série de pinturas retratando um grupo de crianças e adolescentes rebelados numa “guerra” entre si e contra espectadores, em um jogo ambíguo em que a violência e a hostilidade são camufladas em brincadeiras infantis. As pinturas em óleo sobre tela ficarão expostas até o dia 31 de outubro, na Galeria de Artes do Centro de Cultura José Maria Barra/Sesiminas. A abertura para convidados será nesta sexta-feira, 4, às 19h.
Nesta terça-feira, Baroli foi homenageado pelo ícone da cultura em Uberaba, Gilberto Rezende, no restaurante do hotel da Casa do Folclore,  por difundir em todo o Brasil, através das artes plásticas, o elevado grau de cultura artística de nossa cidade. Já com diversos prêmios recebidos pelo seu trabalho, tem obras esparramadas nos grandes museus brasileiros, entre eles o MAM do Rio, o Museu Nacional de Brasilia e no MAC de Mato Grosso do Sul.




A obra traduz a expressão intifada fora de cenas de campos de batalha, dando lugar aos ambientes domésticos como as ruas do Cássio Resende, bairro onde o artista viveu. Segundo Baroli, há uma relação direta entre as guerras calcadas pela humanidade ao longo do processo civilizatório de dominação, em sua maioria, àquelas que se sucederam por diferenças ideológicas. "É como uma intifada, rixa ou revolta aplicada entre desavenças familiares ou entre disputas de indivíduos, com certo nível de proximidade que têm de alguma forma a honra comprometida”, destaca. Vendeta, segundo Baroli, é um termo abrasileirado do italiano vendetta, que quer dizer vingança. A assessora de imprensa Liliane Mendonça, conta que o Projeto Vendeta: a intifada tem curadoria do paulistano Renato Silva.








Fotos Rose Dutra


















Gilberto Rezende e o homenageado Fábio Baroli







           Fábio Baroli com a mãe Vilca (Zizinha) e os anfitriões Maria e Gilberto









Sobre Fábio Baroli 
Natural de Uberaba (MG), ele é representado pela Galeria Luciana Caravello Arte Contemporânea, no Rio de Janeiro. É bacharel em Artes Plásticas pelo Instituto de Artes da Universidade de Brasília (UnB). Mantém a trajetória traçada por várias exposições individuais e coletivas (mais de 60 realizadas) por várias localidades do Brasil, tendo recebido prêmios em Salões e Concursos de Arte, como o 10º Prêmio de Arte Contemporânea do Iate Clube de Brasília (2011), o do 9º Salão de Artes Visuais de Guarulhos (2010) e o do 28° Salão Arte Pará (2009), dentre outros. Em 2012 foi indicado ao Prêmio Investidor Profissional de Arte - PIPA. Possui obras nos acervos do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM; Brazil Golden Arts Investiments - BGA; Museu Nacional de Brasília; Museu de Arte Contemporânea do Mato Grosso do Sul; Fundação Romulo Maiorana e coleções particulares no Brasil e exterior. O currículo completo dele está disponível no fbaroli.blogspot.com.br.


2 comentários:

  1. Rose, muito obrigada pela companhia, foi uma noite extremamente agradável, produtiva e construtiva.
    Você, sorrindo como sempre transmite paz e leveza as pessoas que estão ao seu redor. Nunca perca esse espírito de amizade, pois é ele que difere um ser dentre tantos outros, o faz tornar-se único como são também Gilberto e Maria.
    Um grande beijo
    A matéria ficou linda, as fotos ficarão ótimas!!!!
    Liliane Mendonça ( Lili )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, Lili! Conte sempre comigo! bj

      Excluir